Você está aqui: Página Inicial > Adm. Indireta > CODATA - Companhia de Processamento de Dados da Paraíba > Notícias > CTIR Gov: Alerta nº 02/2017 – Ataques de Ransomware Wncry através de Vulnerabilidade no Windows

Notícias

CTIR Gov: Alerta nº 02/2017 – Ataques de Ransomware Wncry através de Vulnerabilidade no Windows

Temos recebido dos órgãos de nossos colaboradores, Alertas sobre ataques de “Ransomware” tendo como alvo os domínios da Administração Pública Federal. O atacante explora vulnerabilidades dos sistemas Windows, alertado no Boletim MS17-010 da Microsoft, bloqueando acesso aos arquivos e cobrando o “resgate” em bitcoins.


Presidência da República

Gabinete de Segurança Institucional

Departamento de Segurança da Informação e Comunicações

Centro de Tratamento de Incidentes de Segurança de Redes de Computadores da Administração Pública Federal

 

 

Alerta nº 02/2017 – Ataques de Ransomware Wncry através de Vulnerabilidade no Windows

 

 

1. Descrição do Problema

Temos recebido dos órgãos de nossos colaboradores, Alertas sobre ataques de “Ransomware” tendo como alvo os domínios da Administração Pública Federal. O atacante explora vulnerabilidades dos  sistemas Windows, alertado no Boletim MS17-010 da Microsoft, bloqueando acesso aos arquivos e cobrando o “resgate” em bitcoins.

1.1 O que é um Ransomware?

Pode ser entendido como um código malicioso que infecta dispositivos computacionais com o objetivo de sequestrar, capturar ou limitar o acesso aos dados ou informações de um sistema, geralmente através da utilização de algoritimos de encriptação (crypto-ransoware), para fins de extorsão.

Para obtenção da chave de decriptação, geralmente é exigido o pagamento (ransom) através de métodos online, tipo “Bitcoins.  

2. Métodos de Ataques

A mais severa das vulnerabilidades, conforme Bolentim MS17-010 da Microsoft, permite ao ataquente a execução remota de código por um atacante através de envio mensagens especialmente criadas a um 1.0 servidor Microsoft Server Message Block (SMBv1). 

3. Ameaças

  • Recentemente, recebemos a informação sobre um ataque de Ransomware Wncry, o qual está sendo amplamente usado em  ataques desse tipo.
  • O CCN-CERT elaborou um comunicado “Identificado ataque de ransomware que afecta a sistemas Windows” (https://www.ccn-cert.cni.es/seguridad-al-dia/comunicados-ccn-cert/4464ataque-masivo-de-ransomware-que-afecta-a-un-elevado-numero-de-organizacionesespanolas.html).
  • A recuperação dos arquivos infectados é quase impossível, sem a chave de encriptação, devido ao tipo de criptografia forte utilizada, portanto a política de Backup é a medida mais eficaz para evitar a perda de dados. 
  • Não é recomendável, em nenhuma hipótese, o pagamento de valores aos atacantes.
  • Isolar a rede infectada e aplicar o patch conforme Bolentim MS17-010 da Microsoft – Crítico.   Manter os sistemas atualizados para a versão mais recente ou aplicar os patch conforme orientação do fabricante.
  • Bloquear as portas UDP 137, 138 e TCP 139, 445 até solucionar o problema.
  • Realizar campanhas internas, alertando os usuários a não clicar em links ou baixar arquivos de email suspeitos ou não reconhecidos como de origem esperada;
  • Garantir o backup atualizado dos arquivos locais e dos Armazenados em Servidores de Arquivos;  Rever a política de privilégios administrativos nas máquinas clientes, a fim de restringir a instalação /execução de binários e ou executáveis desconhecidos;
  • Isolar a máquina da rede, ao primeiro sinal de infecção por malware;
  • Verificar o tráfego de máquinas internas para domínios não usuais ou suspeitos. (vide relação anexa); 
  • Monitorar as conexões internas e não usuais entre máquinas da rede, a fim de evitar o movimento lateral de propagação do malware; e
  • Por fim, manter o antivírus, aplicação de “Patchs” de segurança e a “blacklist” (filtro “antispam”) de e-mail atualizados. 

4. Sugestões para Mitigação Problema

Referências:

Brasília-DF, 12 de maio de 2017.

Equipe do CTIR Gov

Voltar para o topo
Plataforma Padrão CODATA de Portais
Desenvolvido com o CMS de código aberto Plone